Limpeza Espiritual A

Dicionário de Limpeza Espiritual
A

Limpeza Espiritual A, acoplamento psiquico

Limpeza Espiritual Letra A

Acoplamento psíquico – do francês accoupler, “juntar em parelhas” e cople, “dupla”, do latim copula, “ligação, união”. Ato ou efeito de ligação ou conexão mental muito forte e muitas vezes imperceptível para um espírito desencarnado e um ser humano. O acoplamento pode ser positivo ou prejudicial

Acoplamento psíquico positivo
: acontece em situações em que um “espírito de luz” ou “espírito do Bem” sintoniza a sua “mente” com o psiquismo de uma pessoa com boas intenções. Dentro dessas intenções estão por exemplo o exercício da mediunidade, a inspiração de bons pensamentos, alertar para perigos, entre outros objectivos.

No acoplamento psíquico negativo ou prejudicial há uma clara violação dos direitos espirituais e livre arbítrio da pessoa por parte de um espírito obsessor.  O espírito tem intenções prejudiciais em relação à sua vítima. Trata-se de um processo obsessivo. O espírito pode ter vários tipos de intenção: desde vampirizar (subtrair) a energia da pessoa até influenciar pensamentos e comportamentos inúteis, injustificados ou mesmo perigosos.

Acupuntura – do latim: acutus – pontudo + punctura – espetada. Tratamento pelo reequilíbrio dos campos energéticos obtido através de toques ou espetadelas de agulhas em pontos críticos do organismo do paciente. Este reequilíbrio é feito pela regularização da diferença de potencialddp orgânico dos referidos campos bioenergéticos.

Adâmico do latim adam Referente a Adão, próprio de Adão.  Primitivo.

Adepto do latim adeptu Aquele que conhece ou é iniciado nos fundamentos de uma religião, seita, filosofia, etc., com a qual se vincula.  Prosélito, partidário, sectário.  O Espiritismo possui quatro tipos de adeptos: experimentadores – crêem na existência dos Espíritos e em suas manifestações, limitando-se a comprová-las, por considerar o Espiritismo uma ciência experimental;  exaltados ou de boa-fé – aceitam os fatos e fenômenos, mas sem verificação e sem reflexão, sendo mais nocivos que úteis à causa espírita;  imperfeitos – percebem a filosofia e suas conseqüências morais, mas não as praticam;  espíritas-cristãos – conhecem a filosofia e a praticam, esforçando-se por se renovar vivenciando a moral espírita.

Adorar do latim adorare –  Render culto adivindade.  Reverenciar, venerar, idolatrar, amar extremosamente.  É a elevação do pensamento a Deus, pois que, pela adoração, a alma Dele se aproxima.

Advertir do latim advertere – Repreender levemente, observar, reparar. Informar acerca de algo; aconselhar; prevenir.

Aeróbus do grego aéreos + do inglês bus – Carro aéreo espiritual que, conforme o Espírito André Luiz, seria na Terra um grande funicular, isto é, veículo com tração por cabos acionados por motor estacionário e que freqüentemente se utiliza para vencer grandes diferenças de nível – tipo teleférico.

Afania -do gr. a – não + phanos – ânsia. Medo mórbido de perder a potencialidade sexual, mais comum nos homens. É um problema psíquico que, por vezes, faz com que o fato se concretize.

Afecção -do latim: affectio – perturbação. Mudança doentia ou alteração de estado.

 

Aferir do latim afferere – Avaliação, julgamento comparativo.

Afetividade do latim affectivu – Conjunto de fenômenos psíquicos que se manifestam em forma de emoções, sentimentos e paixões, acompanhados sempre da impressão de dor ou de prazer, satisfação ou insatisfação, agrado ou desagrado, alegria ou tristeza. Qualidade de quem é afetivo.

Afeto do latim affectu – O elemento básico da afetividade.

Afinidade do latim affinitate – Relação de afim. Semelhança, analogia. Lei de Afinidade, conforme ensinamento dos Espíritos: os semelhantes se atraem, os diferentes se repulsam e os positivos predominam sobre os negativos.

Aforismo do grego aphorismós – Máxima. Enunciado conciso de princípio ou regra prática de comportamento.

 

Agênere do grego: a + géiné, geinomai – Variedade de aparição tangível. Estado de certos Espíritos que podem revestir, temporariamente, as formas de uma pessoa encarnada, ao ponto de produzirem completa ilusão.

Agente do latim agente – Aquele que age, opera, agencia, promove, causa, pratica uma ação.

Agentes estruturadores – São operadores responsáveis pela elaboração das formas universais. Baseiam-se na teoria pela qual, partindo-se do princípio de que a energia cósmica em expansão, por si só, não podendo se alterar, há ou haveria formas de agentes capazes de atuar sobe a mesma. Dessa maneira, admite-se que tudo o que exista no Universo seja estruturado por algum agente dito externo, a ele correspondente, e pertencente a outro domínio distinto do energético que forma o Universo material. Neste caso, os operadores seriam os responsáveis pela elaboração, desde a mais elementar subpartícula até os seres superiores existentes no Universo. Atuando sobre a energia cósmica, amorfa, em expansão, modulariam a mesma, dando-lhe as devidas e correspondentes formas. Dividem-se em: agentes de forma, agentes de vida fitológica e agentes anímicos.
Agentes estruturadores anímicos – Também ditos espíritos, são capazes de elaborar um corpo e dotar-lhe de vida biológica animal. Incluem-se, em esfera superior, os hominais.

Agentes estruturadores de forma – São os que elaboram a dita “vida” mineral e as partículas elementaresquímica. Sua capacidade, portanto, é restrita às formas.

Agentes estruturadores de vida – Não tão elementares quanto os de forma, têm a capacidade de modular a energia cósmica dando às formas um princípio vital, dito biológico. Correspondem aos pscofitófitos, aos psicozoófitos e aos psicovegetativos, correspondentes, respectivamente, aos seres vivos correlatos.
Agnóstico -do gr. a – não + gnóstikos – o que sabe . Sectário do agnosticismo

 

Agnosticismo do grego: ágnostos + -ismo – Doutrina que prega ser inacessível ao entendimento humano toda a noção de absoluto, reduzindo a ciência ao conhecimento do fenomenal e do relativo. Teoria que ensina a radical impossibilidade dos nossos conceitos exprimirem positivamente algo sobre Deus.

Água fluidificada – É a água magnetizada, impregnada de fluidos benfazejos, fortificantes ou terapêuticos.

Akásico do sânscrito ákasa – Diz respeito a céu, celeste. Ver: Registro(s akásico(s.

Alavanca parapsíquica – Fenômeno vulgarmente denominado de levitação causada por processos mediúnicos. Consiste em redistribuir o peso do corpo a ser levitado pelos presentes, de forma proporcional à capacidade mediúnica de cada um.

Alavanca psíquica
– Falsamente conhecida como levitação mental, é o poder de fazer com que os corpos leves rompam a gravidade e sejam erguidos através do comando do pensamento.

Albergue do latim medieval gótico haribaírgo – Hospedaria. Abrigo, refúgio, asilo, local em que se recolhe pessoas por caridade.

Alcaeste -do árabe: alkahst. Nome dado por Paracelso às energias emanadas pelo

Alegoria do grego allegoría – Figura de comparação entre objetos ou ações; metáfora; processo ficcional pelo qual um objeto é apresentado de maneira que dê a idéia de outro.

Alegria do latim alacre – Estado exteriorizado de satisfação e de prazer, sem a plenitude ou a permanência da felicidade.

Além do latim vulgar alid + ende, en < inde – Lugar distante; horizonte; confins. O outro mundo; mundo espiritual.

Alma latim anima, do grego anemos – É o ser imaterial, distinto e individual, unido ao corpo que lhe serve de invólucro temporário, isto é, o Espírito em estado de encarnação, e que somente pertence à espécie humana.

Aloscopia -do gr. allos – outro + skopien – observar. Fenômeno em que o sensitivo ausculta os órgãos internos de uma pessoa. Também dito introscopia.

Altruísmo do francês altruisme – Palavra forjada por Augusto Comte para designar o amor ao próximo, no sentido mais geral, isto é, a inclinação natural que nos impele a preferir o interesse geral ao nosso próprio interesse. É a atitude moral que consiste em sacrificar o seu interesse em favor do outro e em especial da comunidade. Antônimo de egoísmo.

Alquimia -do árabe: al – a + khmiya – pedra filosofal. Desenvolvimento científico atribuído a Hermes Trimegistro que se destinava à conquista de três metas: transformar a pedra em ouro, dosar o elixir da longa vida e obter a panacéia, remédio para todos os males humanos.

Alquimista -de alquimia. Cientista especialista em alquimia. O químico primitivo ao qual atribuíam poderes de mago.

Alucinação do latim alucinatione – Ato ou efeito de alucinar; devaneio, delírio, ilusão. Experiência sensorial sem base na realidade.

Ambição do latim ambitione – Ânsia de poder, fama ou riqueza; grande desejo; cobiça; aspiração; cupidez.

Ambigüidade do latim ambiguitate – Qualidade ou estado de algo que se pode tomar em mais de um sentido, podendo gerar confusão.

Amnésia do grego amnesía – Perda total ou parcial da memória.

Amor do latim amore – Sentimento que impele a pessoa para o que se lhe pareça bom, belo, digno ou grandioso. Sentimento que predispõe alguém a desejar o bem de outrem. Afeição, grande amizade. Caridade, benevolência.

Amorfo do grego ámorphos – O que não tem forma determinada.

Amuleto do latim amuletu – Objeto normalmente pequeno que se carrega ou guarda, por acreditar possa possuir o poder mágico de afastar desgraças ou malefícios.

Anabiose -do grego: aná – ausência + bios – vida (r) anabiósis – ressurreição. Estado preagônico em que o paciente retorna à vida, com ou sem se lembrar do ocorrido.

Análise do grego análysis – Decomposição de um todo em partes constituintes. Exame de cada parte de um todo, para conhecer sua natureza, suas proporções, suas funções, suas relações, etc.. Estudo pormenorizado; exame, crítica.

Análogo do latim analogu – O que apresenta semelhança entre fatos ou coisas diferentes.

Anarquia do grego na + arché – Falta de chefia ou de governo. Desordem; caos resultante da falta de comando.

Anencéfalo – Feto que, embora considerado sem cérebro, na realidade é portador de um segmento cerebral, sendo que lhe faltam regiões cerebrais que impossibilitarão sua sobrevivência após parto.

Anfiteatro do grego anphi + theatron – Meio teatro, teatro de dois lados. Antigo edifício oval ou circular, com arquibancadas, contendo uma arena no centro, para espetáculos públicos, jogos e representações, combates de gladiadores ou de feras. Sala normalmente circular ou semicircular, com palco, estrado ou arquibancadas, para representações teatrais, aulas, conferências, palestras, etc..

Angústia do latim angustia – Aflição, sofrimento; estado de grande inquietação. Carência, falta, redução, restrição.

Anímico -do latim: anima. Relativo à alma; diz-se do fenômeno que só depende dos dotes inerentes ao encanado e seus poderes ou predicados psíquicos. Podem ser conscientes, quando o sensitivo ou percipiente têm o domínio das ocorrências e inconsciente, em caso contrário.

Animismo do latim anima + -ismo – Teoria que considera a alma simultaneamente princípio de vida orgânica e psíquica. O que é próprio da alma. Para o entendimento espírita, é relativo aos fenômenos intelectuais e físicos que deixam supor atividade extracorpórea ou à distância do organismo humano, isto é, exercida além dos limites do corpo. Se tem por causalidade o Espírito desencarnado, o fenômeno denomina-se espiritual ou mediúnico; mas, se o Espírito é o próprio encarnado, chama-se anímico. Ver: Personismo.

Anjo do latim angelus; do grego aggelos – Segundo a Doutrina Espírita, os anjos não são seres aparte e de uma natureza especial. São os Espíritos da primeira ordem, isto é, os que chegaram ao estado de Espíritos puros, depois de terem sofrido todas as provas.

Anjo-guardião – É o Espírito protetor de uma ordem elevada, encarregado de assistir e proteger indivíduos ou coletividades. Ver: Protetor, Guia.

Ansiedade do latim anxietate – Emoção caracterizada por sentimento de antecipação de perigo, tensão e aflição, por excitação do sistema nervoso simpático.

Antimatéria – Ao contrário do que muitos pensam, a antimatéria nada tem que ver com a paranormalidade. Apenas, define as partículas atômicas correspondentes às conhecidas, porém, com sinais contrários. Assim, o elétron tem como antimatéria o pósitron, de igual massa, só que positivo e que gravita na periferia do átomo, provocando a evasão nuclear do elétron num efeito denominado tunelagem. O antipróton é interno ao núcleo, tem carga negativa e é responsável pela formação dos nêutrons, agregando os elétrons com os prótons

Antigo Testamento – Coletânea de livros anteriores a Cristo, considerados sagrados. O mesmo que Velho Testamento. Ver: Testamento.

Antipatia do grego antipatheia, pelo latim antipathia Aversão, repugnância instintiva e espontânea. Sentimento de antagonismo, quando dois ou mais Espíritos vibram em desarmonia.

Antítese do grego antíthesis, pelo latim antithese – Figura de linguagem pela qual se salienta a oposição entre duas palavras ou idéias. Qualquer oposição flagrante. O ser ou coisa que representa essa oposição; oposto.

Antologia do grego anthología – Estudo das flores. Coleção de trabalhos em prosa e/ou verso.

Antropologia do grego ánthropos + lógos – Estudo do homem como espécie animal. Tratado da economia moral do ser humano.

Antropomorfismo do grego anthropómorphos  – Tendência para conceber as forças naturais ou os seres extracorpóreos de forma humanizada, não só como dotados de sentimentos humanos, mas à semelhança do modelo humano. Por exemplo, conceber Deus com forma e atributos humanos.

Anuência do latim annuentia – Ato ou efeito de anuir; consentimento, concordância, aprovação.

Anuir do latim annuere – Consentir; concordar; aprovar.

Aparição do latim apparitione – Fantasma. Fenômeno pelo qual os seres do mundo incorpóreo se manifestam visíveis ao homem.

Aparições estereológicas – Aquela que se pode tocar, apalpar, auscultar, enfim, analisar biofísicamente.

Aparições luminosas – São as que queimam o ectoplasma em seu entorno, moldando-se com uma luminosidade capaz de distinguir sua aparência e conformações.

Apatia -do gr. a – privação + pathos – sofrimento. Estado de espírito em que a pessoa se caracteriza pela insensibilidade das coisas, indiferença, indiferença, fraqueza, desleixo, etc.

Apascentar do latim apascent(e + -ar – Levar ao pasto; pastorear. Ensinar, guiar, doutrinar.

Apêndice prateado – O mesmo que cordão fluídico.

Apiropatia do grego ápyros + patheia Capacidade de não se alterar com o fogo. Insensível ao fogo. Incombustível, infusível.

Apócrifo do grego apókryphos, do latim apocryphu – Diz-se, entre os católicos, dos escritos de assunto sagrado não incluídos pela Igreja entre as escrituras por ela consideradas autênticas e divinamente inspiradas. Diz-se de obra ou fato sem autenticidade, ou cuja autenticidade não se provou.

Apogeu do grego apógeion – O mais alto grau, o auge.

Apólogo do grego apólogos, do latim apologu – Alegoria de conteúdo moral, em que figuram, falando, animais ou coisas inanimadas; fábulas.

Apometria do grego apo + metr(on + -ia – Termo usado para designar o tratamento espiritual promovido a partir do desdobramento ou bilocação do paciente. É considerada uma técnica anímica, sem relação com mediunismo, e que nada tem a ver com o Espiritismo.

Apoplexia do grego apoplexía – Patologia em que ocorre perda inesperada dos sentidos e do movimento.

Apóstolo  do grego apóstolos, pelo latim apostolu – Cada dos doze discípulos de Jesus. Propagador de qualquer idéia ou doutrina.3. Aquele que doutrina, que evangeliza.

Aporte -galicismo. Transporte de objetos, independente do meio pelo qual seja feito.

Apsiquia -do grego: a – não + psikê – alma. Ausência de personalidade que vai de um estado simples e passageiro até a demência.

Aprendizagem do latim apprehendere, por síncope – Mudança de comportamento relativamente duradoura, ocasionada por experiência.

Aprisco do latim appressicare < appresu – Curral, covil, redil, toca. Por extensão, o lar.

Aptidão do latim aptitudine – Talento; habilidade; capacidade; vocação; disposição natural para alguma coisa.

Arcanjo do latim archangelu – Anjo de ordem superior. O Espiritismo não adota essa escala hierárquica dos seres angelicais da teologia tradicional.

Ardósia do francês ardoise – Lousa; lâmina de pedra enquadrada em madeira, para nela se escrever ou desenhar com ponteiros da mesma pedra.

Argumento do latim argumentu – Todo raciocínio esboçado ou desenvolvido, que tende a provar ou a refutar uma outra proposição.

Aristocracia do grego aristokratía – Espécie de organização político-social monopolizada por uma classe dominante, via de regra por herança. Casta, nata. Grupo de pessoas com distinção intelectual e moral, em vista das condições espirituais consideradas superiores.

Arquétipos -do gr. arche – superior + typon – tipo – Conceito de Platão que se refere ao protótipo do que seja real e exista no mundo. Modelo, padrão. Segundo Carl Jung, figura psicológica que representa a idéia ou imagens do pensamento tiradas do inconsciente coletivo

Arte do latim arte – Capacidade do homem pôr em prática uma idéia, valendo-se da faculdade de dominar a matéria. Prática que pressupõe a criação de sensações ou de estados de espírito, geralmente de caráter estético, em que se processa a transferência de impressões e emoções.

Artífice do latim artifice – A pessoa que exerce uma profissão ou arte manual; operário; inventor; criador.

Arvorar do italiano arborare – Elevar; erguer; pôr ao alto. Fazer ascender a um cargo.

Ascese do grego áskesis – Exercício prático que leva à realização da virtude, à plenitude da vida moral. Caminho para a plenitude espiritual, roteiro do progresso do Espírito.

Asceta do grego asketes – Pessoa que se consagra à ascese.

Ascético do grego asketikós – Relativo a ascetas ou ao ascetismo. Devoto, místico; contemplativo.

Ascetismo – do grego áskesis + -ismo Doutrina que considera o exercício da ascese como o essencial da vida moral.

Assombração -de sombras. Fenômeno decorrente de casas assombradas. Aparição.

Astral -do gr. astron. Em Teosofia, domínio compreendido entre o espiritual e o material.v. corpo astral

Astrologia – Arte de predizer as coisas pela leitura da posição dos astros. Estudo relativo às influências que a variação das posições astrais possa influir no destino e no comportamento das pessoas.

Atavismo -do latim: atavus – dos avós. Hereditariedade. Forma genética de herança. Trazido do berço. Tem-se como atávico aquilo que a pessoa adquire por causa dos genes de seus ancestrais. Cyril Burt defendia a tese de que as tendências psíquicas seriam atávicas, baseando-se nas Santas Escrituras que defendem a tese de que o sofrimento é o resgate dos erros dos ancestrais de quem esteja sofrendo.

Ateísmo do grego atheos + -ismo – Doutrina de negação absoluta da divindade. Todo aquele que crê na existência de um ser supremo, quaisquer que sejam os atributos que lhe suponha e o culto que lhe renda, não é ateu. O Ateísmo absoluto tem poucos prosélitos, porque o sentimento da divindade existe inato no homem, independentemente de qualquer ensino. O Ateísmo e o Espiritismo são incompatíveis.

Ateísta do grego atheos + -ista – Aquele que não crê em Deus, o mesmo que Ateu.

Atenção do latim attentione – Aplicação cuidadosa da mente a alguma coisa; concentração, reflexão. Demonstração de consideração, amabilidade, cortesia, urbanidade ou devoção a ou para com alguém, através de atos ou de palavras. Serve para advertir, recomendar cuidado, impor silêncio, etc..

Atentar do latim attentare – Observar; reparar; notar; ponderar. Cometer atentado.

Ateu do grego atheos – Aquele que pratica o ateísmo e não crê em Deus. Ver: Ateísta.

Atitude do latim attitudine, do francês attitude – Termo que designa a maneira de ser e de se comportar de um indivíduo, perante um dado fenômeno ou uma dada circunstância.

Atolar do latim tullu – Afundar no lodo, em terreno lamacento.

Atoxinia -de a + toxina + ia. Absorção de venenos em estado paranormal, sem prejuízos para quem o ingira. Fenômeno comum em transes de “terreiro” onde o médium, durante seu transe, ingere grande quantidade de bebida etílica e, após ele, não apresenta, sequer, vestígios da ingestão

Atributo do latim attributu – Qualidade; condição; o que é próprio ou particular a um ser.

Áulico do grego aulikós, pelo latim aulicu – Relativo ou pertencente à aula. Próprio de cortesão, palaciano.

Aura do latim aura – Emanação fluídica do corpo humano e dos demais corpos.

Auragrafia – Processo de fotografia da aura pelo método Kirlian. O casal Simyon e Valentina Kirlian, na Rússia, fotografou a aura dos seres vivos, usando máquina fotográfica aperfeiçoada para tal, com técnica própria, utilizando corrente de alta freqüência.

Auréola do latim aureola – Círculo brilhante e dourado que rodeia a cabeça de Cristo e dos santos nas imagens sacras. Qualquer círculo luminoso que rodeia um objeto. Brilho ou esplendor moral, prestígio, glória, halo, nimbo.

Autismo do latim actu + ismo Fenômeno patológico caracterizado pelo desligamento da realidade exterior e criação mental de um mundo autônomo.

Autodomínio – Fenômeno psicológico que sugere o controle sensorial.

Autofonia -do gr. auto – próprio + phonos – som. É o mesmo que voz direta.

Automatismo mediúnico – mediunidade em que a ação do participante é inconsciente. Ele é dito motor na psicografia e vocal na psicofonia.

Automatismo psicológico – Falta de vontade própria. Estado psíquico que difere de um transe porque , mesmo em estado inconsciente, não há o condicionamento daquele.

Automatismo sensorial – É o comando do reflexo com ação de um dos sensores.

Autômato -pref. auto + do gr. maomai – mim. Aquele cujo procedimento é maquinal. Sem raciocínio e sem vontade própria. Diz-se do médium inconsciente.

Automnésia -pref. auto + do gr. mnésis – lembrança. Caso de amnésia criado pelo próprio indivíduo

Autopasse do grego e do latim respectivamente: autós + passare – Passe aplicado em si mesmo.

Autoscopia – Caso particular da aloscopia em que o sensitivo ver o interior de si próprio.

Avatar
-no sânscrito: avatára. A encarnação da divindade nas doutrinas orientais. Representa a metamorfose do mundo sob influência brahmânica.

Averno -do latim – avernus. Lago da profundezas da Terra, no geocentrismo, onde habitaria Plutão e para onde são jogadas as almas condenadas a penitências eternas. Concepção que deu origem à idéia do inferno cristão.
Avultamento -de vulto. Criação mental de figuras e imagens que podem ser percebidas por terceiros. Formação inicial de um fantasma

Aviltar do latim a + vilitare – 1 Tornar vil, desprezível. Desonrar, humilhar, rebaixar.

Axioma do latim axioma – Premissa evidente por si mesma, que não necessita de demonstração.

Azáfama do árabe az-sah(ama – Pressa; urgência. Muito trabalho. Balbúrdia, agitação